Auditoria Pública

Categories: Gestão Pública
Includes lifetime access

Course Overview

Carga Horária

60 horas

Ementa

Auditoria:
público x privado – Regulamentação. Auditoria no setor público. Programas de
auditorias. Tipos de auditoria interna no setor público. Responsabilidade do
auditor. Planejamento de auditoria: riscos e distorções. Controles e
procedimentos internos. Procedimentos técnicos. Técnicas de auditoria no setor
público. Amostragem de auditoria: testes de controles. Auditoria do processo de
negócio de aquisições e despesas. Auditoria do processo de negócio de estoques.
Auditoria do processo de negócio de receitas. Auditoria e responsabilidades
pela detecção de fraudes. Planejamento de auditoria: riscos e distorções.
Processo de negócio de dívidas de longo prazo e patrimônio líquido. Processos
de negócio de caixa e investimentos. Finalizando Auditoria. Relatórios de
auditoria.

Objetivos

Ao
final do estudo, você será capaz de:

·        
Identificar a importância do estudo da auditoria; 
Descrever as características da auditoria pública e privada;  Diferenciar
os aspectos regulamentares da auditoria pública e privada.

·        
Identificar as leis e regulamentos aplicáveis à auditoria do
setor público;    Explicar os tipos de auditoria do setor
público; Descrever os princípios de auditoria do setor
público.    

·        
Explicar o que é um programa de auditoria; Conhecer os
principais tipos e programas de auditorias; Criar um programa de auditoria.

·        
Explicar como acontece a atuação do controle interno na
auditoria do setor público; Definir os procedimentos dos órgãos de controle
interno; Identificar os tipos de auditoria de controle interno.

·        
Reconhecer a responsabilidade do auditor ao realizar
auditorias; compilações e revisões; Identificar o Código de Conduta
Profissional do Auditor e o Código de Ética Profissional do Contador do AICPA;
Explicar a responsabilidade jurídica associada a um trabalho de auditoria.

·        
Conhecer os princípios que devem ser considerados em um
planejamento de auditoria; Atribuir grau de risco aos processos da gestão
pública; Elaborar uma matriz de riscos de auditoria.

·        
Escrever a responsabilidade do auditor pelos controles
internos em auditorias de demonstrações financeiras e de controles internos
sobre relatórios financeiros; Analisar como o auditor obtém evidências
suficientes e apropriadas quando o cliente usa uma organização de serviços nas
testagens dos controles internos; Explicar os controles internos sobre
relatórios financeiros e as exigências do relatório do auditor para
deficiências e fraquezas materiais nos controles internos no processo de
governança corporativa.

·        
Explicar as diferenças entre auditorias operacionais e
auditorias financeira e de conformidade; Conhecer os principais órgãos e normas
requeridas para realizar auditorias na gestão pública; Diferenciar testes
substantivos e de observância

·        
Selecionar amostras para auditoria; Identificar as principais
técnicas de auditoria; Evidenciar achados de auditoria com base nas diretrizes
do TCU.

·        
Identificar o uso da amostragem para obter evidências
relativas à efetividade operacional dos controles internos; do uso de testes de
duplo propósito e da avaliação de erros amostrais; Explicar como o auditor
desenvolve um plano de amostragem de auditoria para realizar um teste de
controles;Reconhecer como a amostragem sequencial pode ser usada para testar
controles.

·        
Descrever os procedimentos de auditoria para ativos tangíveis
e intangíveis e para passivo derivado de apropriação por competência;
Reconhecer as distorções (erros e fraudes) que poderiam ser esperadas no
processo de aquisições e despesas;  Explicar as exigências de divulgação
para as contas do processo de aquisições e despesas.

·        
Explicar as transações do processo de negócio de
estoques;Escrever as distorções que poderiam ocorrer no processo de estoques;
Reconhecer os testes substantivos que os auditores usam para obter evidências
relativas ao processo de negócio de estoques.

·        
Explicar uma estrutura de relatório financeiro aplicável às
contas no processo de negócio de receitas; Indicar distorções (erros e fraude)
que poderiam ser esperadas no processo de negócio de receitas; Identificar os
métodos que o auditor usa para obter evidências relativas aos controles
internos do processo de negócio de receitas.

·        
Ao final desta Unidade de Aprendizagem; esperase que você
esteja apto a: Descrever a responsabilidade do auditor pela detecção de fraudes
em uma auditoria de demonstrações financeiras;  Reconhecer o triângulo da
fraude e como o auditor pode usálo para identificar o risco de distorções
relevantes em virtude de fraudes;  Explicar como o auditor obtém
evidências para avaliar e para controlar o risco de distorções relevantes
decorrentes de fraudes.

·        
Identificar o processo de auditoria pública; incluindo as
fases de planejamento; testes e decisões;  Desenvolver um plano de
auditoria estratégico em resposta ao risco avaliado de distorções
relevantes;  Reconhecer como o auditor reduz o risco de auditoria a um
nível aceitavelmente baixo.

·        
Explicar uma estrutura de relatório financeiro aplicável para
registrar transações relativas a dívidas de longo prazo; capital social e
lucros retidos; Identificar as possíveis distorções (erros e fraudes) no
processo de negócio de dívidas de longo prazo e patrimônio líquido; Descrever
os procedimentos que os auditores usam para obter evidências quanto aos
controles internos no processo de negócio de dívidas de longo prazo e
patrimônio líquido.

·        
Explicar os princípios contábeis quanto à estrutura de
relatório financeiro aplicável;Especificar as asserções relevantes de contas
significativas nos processos de negócio de caixa e investimentos;Identificar os
métodos que os auditores usam para obter evidências substantivas.

·        
Descrever o processo de análise e documentação dos papéis de
trabalho de auditoria;Explicar os procedimentos de auditoria para eventos
subsequentes e fatos descobertos subsequentemente; Descrever como os auditores
avaliam a consistência das auditorias de demonstrações financeiras.

Explicar as normas de
auditoria para geração de relatórios; Descrever modificações na opinião
expressa no relatório dos auditores independentes quando é apropriado emitir
(a) uma opinião qualificada; (b) uma abstenção de opinião ou (c) uma opinião
adversa;  Explicar situações em que os auditores modificam o relatório
referente aos controles internos sobre relatórios financeiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *